terça-feira, maio 10, 2005

A arte de complicar o que é simples

Olá,

Cá estou eu de novo.

1. Habemus Presidente...
Ao que parece, a JSD já tem Presidente. Acho, no entanto, que estas eleições deveriam ser anuladas e repetidas pela razão óbvia de que a lista que ganhou - única a ir a votos após um bem confuso processo eleitoral - não reuniu em urna, sequer, a soma dos votos dos integrantes da lista. Dos 39 eleitores válidos, apenas 8 votaram numa lista constituida por 11 (!!!). Isto significa 79% de abstenção.
Deveria pois, na minha opinião, haver uma regra estatutária que obrigasse a que este tipo de eleições fosse repetido incessantemente até se chegar a valores decentes de representatividade. Qual é a moral de um presidente que é eleito por uma minoria ? Qual a força representativa que ele pode exercer mesmo dentro do próprio partido ?

2. Candidatos procuram-se...
O PSD lá anda atarefado à procura de candidatos. Reunião secreta para aqui, jantar para ali, almoço para acolá... o que é certo é que não se vê fumo... e sem se ver fumo, não se tomam decisões... e o relógio... esse não pára ! O pior é que quando se lembrarem de abordar os possíveis candidatos, já eles, há muito, estão comprometidos com as listas do actual executivo. Desta vez é que eles vão expulsar malta das listas do partido !!!

3. Peixes...
Tanta celeuma com os peixinhos e afinal... não há novidades ? É que já passou um tempão !

Fico-me por aqui por agora... tenho que voltar à terrinha para saber novidades fresquinhas !

Cumps

quarta-feira, maio 04, 2005

Teoria da Conspiração !

Olá,

Hoje trago para o Blog um tema que deverá envergonhar todos os Severenses. Para quem trabalha fora de Sever, como é o meu caso, começa-se a habituar receber como saudação matinal, não o típico "bom dia", mas uma saudação especial, utilizando termos jocosos, fazendo alusão à última desventura do concelho.

Desta vez, perguntaram-me se era eu que andava a matar os peixes do rio...

Ora, uma piada de mau gosto destas - como tantas outras - leva-nos a desejar nunca ter dito a ninguém o nome da nossa terra natal. Aliás, obriga-nos a sentirmo-nos envergonhados, depois de tanta promoção feita às riquezas naturais do concelho e ao amor que temos da nossa terra.
Com vergonha lá vou dizendo que algo de anormal se terá passado e que estariam já no terreno a apurar as causas.

Para nós, severenses, infelizmente a notícia já não é nova.

Numa leitura do jornal Margens do Vouga (o quinzenário do nosso concelho), do dia 28 de Abril, deparo-me com este facto que, não sendo inédito, toma agora uma nova dimensão, principalmente porque não é suposto, nos dias que correm, este tipo de situações continuarem a acontecer. Ontem mesmo foi publicado no JN, jornal de tiragem nacional, a mesma notícia, mas com conteúdos um pouco diferentes, que acabaram por me levar a tomar a decisão de escrever este post com o título de Teoria da Conspiração...

Apesar de ainda estarmos a milhas de sabermos - se é que algum dia vamos saber - o que motivou esta mortandade, ambos os jornais aventam hipóteses causísticas claramente distintas.
O Margens do Vouga, publicado muito antes do JN, lança para a opinião pública uma hipótese que não é surpreendente e é do conhecimento de todos - a poluição será causada por descargas da ETAR.
O JN, por sua vez, avança com duas hipóteses - uma "virose" piscívora ou poluição provocada por descargas de - imagine-se - suiniculturas.

Embora escondida, Sever do Vouga possui uma ETAR. Construida há mais de 15 anos (não consigo precisar, embora tenha a certeza que é do tempo em que Sever andava no pelotão da frente), nunca sofreu obras de remonta e, sinceramente, nem sei se funciona. A verdade é que as pessoas de Sever - pelo menos as da vila - vêm-lhes cobrados no recibo da água os valores correspondentes ao saneamento básico, que compreendem, como é óbvio, a sua quota parte da rede (!) de saneamento existente no concelho e a referida estação de tratamento. É do conhecimento geral que esta ETAR está em situação de ruptura há anos - mais de 10 talvez - pelo que a hipótese colocada pelo Margens do Vouga, longe de ser tendenciosa, é a hipótese que, a meu ver, mais tenderá a ser validada.
A validação pode ser dada pelo JN, uma vez que noticia que as medições efectuadas no local apresentam níveis de amónia preocupantes e que, segundo o mesmo jornal citando o biólogo que está no terreno, "a libertação de amónia está relacionada com o trabalho de uma bactéria que, ao digerir material orgânico, liberta a substância". No entanto, o JN avança que a causadora é a suinicultura...

A outra hipótese - para mim a mais remota de todas - é o de haver um agente parasitário que ataca apenas - repito apenas - o barbo. Como morreram peixes de todas as espécies, tamanhos, cores e feitios, duvido muito que esta hipótese vá avante.

Há uns anos atrás aconteceu o mesmo. Apareceram peixes mortos, desta vez a montante da barragem. Na altura a culpa foi da Lacticoop e acabou sendo condenada pelo tribunal a uma multa de 10.000€. Apraz-me fazer uma reflexão. Afinal, sendo a ETAR, os porquinhos ou o leite, quem é que tem que ter a responsabilidade de fiscalizar ? Se se provar que é a ETAR que está a provocar os níveis de amónia e consequentemente a poluição, deverá este executivo ser julgado ? Eu penso que sim. Não por má gestão, não por irresponsabilidade, mas pela estagnação a que deixaram tudo em Sever e pelo desinteresse em querer uma terra mais próspera e mais amiga do ambiente !

Cumps.