quinta-feira, novembro 24, 2005

Construir um País

Olá,

Recebi um mail extraordinário que quero partilhar com todos vós. Muitos o devem ter recebido também mas o tema é tão actual e pertinente que ouso falar dele aqui. O assunto versa o que nos vem nos genes. A partir do momento em que nascemos são carregadas em nós determinadas predisposições às quais será impossível fugir a menos que alguma coisa aconteça.

Pelo que me apercebo, o tema é muito publicado na internet, tanto em blogs (http://blogsearch.google.com/blogsearch?hl=en&q=precisa-se+mat%C3%A9ria+prima+prado+coelho&btnG=Search+Blogs) como em páginas de internet. É só fazer uma pesquisa rápida e encontramos inúmeras páginas onde procurar (http://www.google.com/search?hl=pt-PT&q=Precisa-se+de+mat%C3%A9ria-prima+para+construir+um+Pa%C3%ADs&lr==).

A minha ideia, até porque o texto é muito popular em Portugal e no Brasil, é a de que esta coisa tem que ser genética e, à priori, já dura há séculos - como está presente nos dois países, só pode ter ido daqui para o Brasil.

É assim, desejo uma leitura atenta ao texto - basta escolher um dos links que deixei e depois seleccionar qualquer link posterior que vos dará acesso ao texto - e seguir o conselho que lá é dado... meditar !

Cumprimentos

segunda-feira, novembro 07, 2005

Análise às Autárquicas III - A Câmara Municipal

Olá,

Não, ainda não foi desta que me calaram! :)
A razão pela qual não escrevi mais desde o dia 13 de Outubro é meramente pessoal. Tenho tido a minha vida ocupada e os pensamentos nem sempre fluem no melhor sentido. Paciência!!
Desculpem-me a falta de actualidade do tema, mas não querendo ficar em falta com ninguém, aí está a terceira e ultima parte da análise às eleições autárquicas - a Câmara Municipal.
Tentarei dar o meu melhor, uma vez que já se passou algum tempo e alguns dos promenores do "caso" já se me esvaneceram da cabeça.


Câmara Municipal

Sem dúvida, o Dr. Manuel Soares ganhou de novo, e ganhou sem a mínima margem para dúvida com maioria absoluta - 50,36% Apesar disso, consegue apenas eleger os mesmos vereadores que em 2001 - 4. O PSD chegou aos 39%, elegendo 3 vereadores e fechando a contagem no que respeita a mandatos. Os restantes votos são desprezíveis, uma vez que nem por sombras chegariam perto de eleger um vereador - como era de esperar. Aqui, e uma vez mais, destaco (pela negativa) o fenómeno do ocaso CDS-PP. A juntar à incapacidade de formar uma lista com gente da terra, lá foram buscar um candidato, com sotaque nortenho, que veio em missão diplomática mas que nem chegou a aquecer a goela. O desprezo que os dirigentes do CDS de Sever tiveram pela sua terra é imperdoável - e isso viu-se bem nas votações. Quanto ao PCP e com todo o respeito - tá na altura de pedirem a reforma e está tudo dito.

PS
O PS sai duplamente vencedor destas eleições. Não só elege uma vez mais o Manuel Soares como Presidente, mantendo a maioria absoluta e os 3 vereadores, como consegue afastar do seu seio alguns dos seus membros mais descontentes com o rumo das coisas. Para quem ainda tinha dúvidas, a estratégia do Dr. Manuel Soares saiu-lhe na perfeição. E, cá para mim, a chatisse das comadres ainda não fica por aqui...
Mas nem tudo foram rosas do lado do PS. Perde 7% em relação às últimas autárquicas. Exactamente nos quatro anos em que fez mais pelo concelho - estou-me a lembrar do cinema, da piolhosa (nunca mais mudam o nome áquilo) e da futura biblioteca - os munícipes penalizam-no com menos 7% e no centro perde em toda a linha... será que o povo está a ficar farto das promessas? ou será que se distraíram? Cá para mim, faltou fazer a ronda às capelinhas todas, uma vez que o número de votantes diminuiu e como vaticinei aqui, a vitória do PS estaria apenas dependente do número de votantes... é que "dos outros", foi toda a gente votar! Apesar da perda, tudo vai bem lá prós lados do Dr. Manuel Soares.
A nível de mandatos, fica eleito o Dr. Manuel Soares, O Prof. Coutinho, o construtor Martins Pereira e o Raul Duarte.

PSD
Derrotado? Vencedor? Há quem diga que a análise ao PSD não é fácil. Arregacemos as mangas e peguemos na calculadora e ver o que dá.
Conseguiu a mesma votação que há 4 anos, em nº de votos e em mandatos, mas desta vez concorreu sozinho - deste ponto de vista, é uma vitória. No entanto, a nível político-partidário elege o candidato principal PSD - o Dr. João Miguel Almeida - escolhido de uma forma muito pouco democrática (sim... eu estava lá), o Engº António Rodrigues, conotado com o PS, e o mal-amado do PSD por tantas infidelidades e divórcios, Alberto Gonçalves (ou Beto prós amigos). Esta mistura de credos não deverá resultar e antevenho muita confusão nos próximos quatro anos - esperemos que não, a bem do nosso município. Portanto soma-se uma derrota. 1-1 nos cálculos.
Não me lembro de ver, nos últimos 16 anos, tanto dinheiro gasto em campanha pelo PSD. Ele é outdoors e panfletos, ele é cartazes com a cara de cada candidato, por freguesia; ele é festas e romarias... longe de perguntar de onde veio tanta "massa", prefiro remeter-me ao silêncio e acreditar que alguém decidiu apostar desta vez forte. Mais um ponto para as vitórias do PSD. Estão de parabéns pela capacidade de influência e de motivação que impuseram aos seus "benfeitores". No reverso da medalha, tanto dinheiro gasto para quê ? Não conseguiram convencer as pessoas a mudar o sentido de voto. Se desta vez não foi o dinheiro, o que terá falhado então? Terão sido as estratégias de campanha as correctas? Será que andaram a gastar tanto dinheiro naqueles outdoors (alguns horríveis, diga-se de passagem e pergunto-me eu... com a máquina do partido disponível para fazer cartazes - pelo menos fizeram-nos para todo o lado - será que houve algum engraçadinho da equipa do PSD que achou que conseguia idealizar uns cartazes melhores que os conseguidos por profissionais de uma empresa de marketing especializada no mercado da publicidade política? anda Deus a dar nozes a quem não tem dentes...) e nos panfletos e esqueceram-se que era preciso ir bater à porta de toda a gente a mostrar às pessoas quem eram os candidatos? E os candidatos às Juntas, fizeram o trabalho que lhes competia? Não, claro que não... e esta é que foi a grande derrota do PSD. Esta vale por muitos, uma vez que é fundamental para qualquer candidato com o mínimo de aspirações ser, pelo menos, um pouco conhecido...
A somar a estas tristezas, reparo num numero curioso - 25 - foi quanto conseguiu o PS a mais, em percentagem, na votação na única terra que conhecia o candidato do PSD e onde ele reside - Silva Escura... só isto dá que pensar, não dá ?


Posto isto, acho que nem é preciso usar a máquina de calcular... afinal, vencedor só há um... e esse foi o PS! Parabéns Dr. Manuel Soares!

Cumprimentos.