sábado, fevereiro 25, 2006

O Rei morreu, Viva o REI !

Olá,

Sampaio vai-se embora... óptimo!

Acaba no próximo dia 9 de Março o mandato do pior Presidente da Republica que o nosso país teve desde o 25 de Abril. A inutilidade política de Sampaio foi evidente - só não viu e não assume quem não quer. Com tantos problemas que surgiram nos últimos 10 anos, Sampaio nunca teve opinião, nunca teve capacidade para influenciar os vários governos e governantes a fazer melhor. Sampaio foi, como são muitos portugueses, o exemplo perfeito daquilo que vulgarmente chamamos de "funcionário público". Chegava a horas aos compromissos e limitava-se a fazer o que era suposto fazer. Nem mais, nem menos. Reagia às coisas muito lentamente e nunca teve uma atitude pró-activa.

Timor-leste bem pode agradecer a Sampaio. Ele fez muito mais por Timor do que Portugal. Admito mesmo que o empenho demonstrado por Sampaio na questão de Timor e a sua atitude paternalista, fazem quase lembrar o velho Soares em relação a Portugal. Ele - Soares - esqueceu-se que, como qualquer criança, o país cresceu, amadureceu e deixou de depender dessa meia-duzia de pessoas iluminadas, diferentes das outras apenas porque os pais tiveram dinheiro para os por a estudar e tirar um curso. Ele - Sampaio - esqueceu-se que ser Presidente da República é ser muito mais que um mero representante da nação. O maior poder do Presidente - o da influência - deve ser exercido por quem a possa ter. Como é que poderíamos esperar que Sampaio exercesse o poder de influência se nem no partido de origem ele o detinha e, diga-se a bem da verdade, nunca foi, sequer, respeitado.

Agora resta-nos esperar para ver o que fará Cavaco com os poderes de Presidente da República. Duvido que faça como Sampaio e deixe as coisas andarem este tempo todo, à toa, contribuindo para a má imagem e o descalabro das coisas. Tenho a certeza absoluta que questões como esta dos nºs de telefone do processo da Casa Pia já tinham sido resolvidas há muito!

Na minha opinião, o País das Bananas acaba aqui... com o último dos bananas a ser substituido.

Até à próxima!

quinta-feira, fevereiro 16, 2006

1 Ano - Até parece mentira !!

Olá,

É verdade !

Este blog faz hoje 1 ano. Em Fevereiro de 2005 iniciei-me na blogosfera editando o severpolítica com os meus comentários e ideias da vida política de Sever do Vouga, minha terra natal.

Entretanto, tive 1.984 visitas no total, o que prefaz qualquer coisa como 5 visitas por dia. Estes números são muito encorajadores e são eles que me fazem continuar a deixar os meus comentários da actualidade política severense, com a minha visão das coisas.

A todos os visitantes o meu especial agradecimento... afinal, é para vocês que este blog existe !

Abraços

sexta-feira, fevereiro 10, 2006

A Florestação e o Arestal

Olá,

No fim de semana dei um salto a Sever e, na viagem de regresso, lembrei-me de dar uma volta pelo Arestal.

Fui pela Pena, saí em Nespereira e tomei o rumo para o alto da serra do Arestal. Surpresa minha reparei que de Nespereira até ao Borralhal (1km, 2kms talvez) a estrada está uma miséria autêntica. À saída de Nespereira, o piso é em tapete... imediatamente entra-se numa zona de buracos e mais buracos e de alcatrão em muito mau estado (penso que será ainda o piso original). Repentinamente - zás! - de novo em estrada em alcatrão já sem buracos e com qualidade... será que esta gente do Borralhal não merecia mais 1km de estrada ?

Ao subir para o Arestal deparei-me com algo que me fez pensar - e que, no fundo, foi o que me levou a escrever este post - de um lado e de outro da estrada encontram-se plantados pinheiros. Montes deles. Diria até que deverá ser a maior concentração de pinheiros em Sever do Vouga. Isso agradou-me bastante. Não só por serem pinheiros, mas por darem outra imagem completamente diferente da flora de Sever tão fustigada pela presença quase massiva do eucalipto.

Mas não é por causa da beleza intrínseca que a visão de um pinhal dá que eu escrevo este post. A verdade é que, lado a lado com estes pinheiros, bem juntinho, estão plantados hectares de eucalipto - aparentemente plantio recente - o que me leva a especular sobre a possibilidade de se plantarem culturas hostis como o eucalipto junto de culturas saudáveis e de longa duração como o pinheiro. Qual será a ideia dos idiotas que aí plantam eucaliptos? Será que é permitido fazê-lo? Quem deve zelar pelo cumprimento das regras?

O Governo, através do DL 565/99, proibe a replantação de várias espécies não indígenas, entre elas, o eucalipto. Cada vez mais as áreas onde existem pinheiros estão a ser desbastadas e replantadas com esta espécie infestante e que, por motivos apenas económicos, não são alvo de inspecções e de aplicação de coimas aos prevaricadores. Para que o assunto não ficasse esquecido, o Governo publicou o DL 175/88, de 17 de Maio, obrigando a autorização prévia pela Direcção-Geral de Florestas, novas áreas de plantio destas espécies em concelhos onde a floresta de espécies de crescimento rápido atingisse 25% da área total. A portaria 513/89, de 6 de Julho, valida Sever do Vouga como um dos concelhos onde é obrigatório a autorização para o plantio de eucalipto.

Num concelho eminentemente turístico (não vejo outra solução para Sever) esta questão deveria ser uma preocupação. Numa altura em que o tempo das "vacas gordas" do comércio do eucalipto já passou (nomeadamente provindo de Sever), em que as boas produtividades (120m3/ha/ano) só se conseguem, no nosso país, a sul do tejo e em plantações antigas, e em que há uma preocupação cada vez maior em proteger as espécies autóctones ou, sendo invasoras, não proliferem através da destruição da fauna e flora circundante, urge responder a esta questão de uma forma firme e eficaz, em cumprimento com o Artº 15º da Lei nº 13/2002 - Lei de Bases do Ambiente. Não poderemos ficar durante muito mais tempo à espera que alguém faça alguma coisa, vendo a nossa fauna e flora a desaparecer ano após ano...

Urge, então, definir limites, com as autoridades, para a reflorestação com estas espécies não indígenas que tanto atacam o nosso bem-estar sem trazer benefícios visíveis para a nossa comunidade, e, ao mesmo tempo, fazendo cumprir a lei.

Que o Arestal sirva de exemplo!

Cumprimentos

Fontes: Site da legislação documental da Direcção Geral do Ambiente: http://www.diramb.gov.pt

Nota: O PDM severense define como espaço florestal os espaços pertencentes correspondentes "aos terrenos com vocação florestal, arborizados ou não, podendo apresentar potencialidades de uso mediante acções de recuperação ou reconversão e cujo ordenamento sectorial tem como objectivo fundamental assegurar as suas funções produtiva, ecológica e estruturante". Espero que dêm o ênfase necessário à questão ecológica!